Igualdade Racial

Apoia as ações do movimento negro e dos setoriais que lutam pelo combate ao racismo, além de acompanhar o processo de titulação de terras quilombolas que se estende há anos no Estado.

Sugeriu a criação da Delegacia Especializada em Crimes de Racismo e da Promotoria de Combate ao Racismo, cobrou a aplicação da Lei Federal nº 10.639/03 que obriga o ensino da história e culturas afro-brasileira e africana em todas as escolas, obteve a aprovação da lei n° 3.594/08, que institui reserva de 10% das vagas em concursos públicos estaduais para negros aprovados, posteriormente ampliada para 20% e apresentou o projeto de lei que cria o cadastro de condenados por crime de racismo em Mato Grosso do Sul.

Habitação

Destaca-se a Emenda Constitucional 44 que destina, anualmente, 1% da receita líquida estadual ao Fundo de Habitação de Interesse Social de Mato Grosso do Sul, para a construção de, no mínimo, 14 mil casas por ano, além do projeto de seleção e classificação das famílias beneficiadas pelos programas habitacionais públicos ou subsidiados no Estado.

Saúde

Atua fortemente na área da saúde, destinando emendas parlamentares aos municípios para que invistam na compra de equipamentos, medicamentos, ambulâncias, aparelhos de ultrassonografia, cadeiras de roda e outros materiais para Unidades Básicas de Saúde e Hospitais.

Serviço Público

Atua fortemente no apoio à organização e fortalecimento dos servidores públicos estaduais em todas as esferas.

Em 2015 conseguiu instituir no calendário cívico de Mato Grosso do Sul, no dia 30 de setembro, o Dia do Agente Tributário Estadual, que mais tarde, por sua forte ação parlamentar, passou a chamar-se Fiscal Tributário Estadual. Também instituiu no dia 28 de agosto, o Dia Estadual dos Bancários e Financiários.

Meio Ambiente

Criou a Frente Parlamentar em Defesa do Meio Ambiente e o movimento "Meio Ambiente Limpo, Planeta Vivo". Propôs projetos de lei que estabelecem normas para o cultivo da cana-de-açúcar; a Política Estadual de Gestão e Proteção da Bacia do Rio Paraguai; a suspensão das concessões de licenças de desmatamento e disciplina produção, transporte, comercialização e utilização de carvão; a ampliação dos critérios de distribuição do ICMS Ecológico entre os municípios de Mato Grosso do Sul e o último que está em tramitação, que cria o Complexo de Preservação, Proteção e Recuperação Ambiental dos Poderes, abrangendo os parques dos Poderes, Nações Indígenas e Estadual do Prosa.